quinta-feira, 25 de dezembro de 2014



Aos 17 anos todo mundo é poeta, junto com as espinhas da cara, todo mundo faz poesia. Homem, mulher, todo mundo têm seu caderninho lá dentro da gaveta, e têm os seus versinhos que depois ele joga fora ou guarda como mera curiosidade. Ser poeta aos 17 anos é fácil, eu quero ver alguém continuar acreditando em poesia aos 22 anos, aos 25 anos, aos 28 anos, aos 32 anos, aos 35 anos, aos 40 anos, eu estou com 41, aos 45 anos, aos 50, aos 60 anos, até você encontrar um poeta, por exemplo, como Drummond ou como o admirável Mário Quintana que são poetas que estão fazendo poesia há mais de 60 anos e há mais de 60 anos que a poesia é o assunto deles. Então eu acho que 90%, mais! 99% dos poetas que estão fazendo poesia hoje, daqui a dez anos eles vão estar fazendo outra coisa, porque vem a vida, vem os filhos, vem preocupações com dinheiro, vem as ambições do consumo, vem a necessidade de comprar isso, comprar aquilo, de adquirir uma casa na praia e tal, e tudo começa a se tornar mais importante do que a poesia. A poesia é uma espécie de heroísmo, você continuar ao longo dos anos acreditando nessa coisa inútil que é a pura beleza da linguagem, que é a poesia, é um heroísmo, é uma modalidade quase, às vezes eu gostaria de acreditar, de santidade. É uma espécie de santidade da linguagem. Porque a poesia não vai te fazer rico de jeito nenhum, é muito mais fácil você abrir uma banquinha e vender banana do que fazer poesia. Quer dizer, para você continuar acreditando em poesia é preciso muita santidade.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

As pessoas so reclamam, e não fazem nada...
estamos nos fim dos tempos isso não significa que o mundo vai acabar... so uma nova era vai começar e devemos nos adaptar a ela, temos que mudar nossos pensamentos.






é
jéssica martins 

domingo, 4 de março de 2012



você tenta não ligar, mas as palavras ainda machucam e muito...




jéssica martins 

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Tem gente que pensa que eu me acho,Mal sabem eles que eu só me perco.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Confesso que ando muito cansado, sabe? Mas um cansaço diferente. Um cansaço de não querer mais reclamar, de não querer pedir, de não fazer nada, de deixar as coisas acontecerem.



(tumbl)

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Aos poucos a gente vai mudando o foco. E o lugar nem te acrescenta mais, você começa a precisar de outros lugares. E de outras pessoas. E de bebidas mais fortes. Nem pensa. Vai indo junto com as coisas.



(Caio F Abreu)

domingo, 5 de fevereiro de 2012

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
bom gente a maioria de vocês já me conhecem então vou dispensar apresentasoes, queria pedir pra todos que curtem meu blog deixar comentários, palpites, pitacos... shusuhshsusususu bom obrigada pelas visitas bjjos. :D