sábado, 1 de janeiro de 2011

 
                                                         Não
 há nada fixo ou permanente, somos processos em transformação. Em cada encontro, nos transformamos. Cada pessoa que encontramos nos transforma.
O sofrimento surge quando "travamos", quando criamos nossas travas,
nossas amarras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
bom gente a maioria de vocês já me conhecem então vou dispensar apresentasoes, queria pedir pra todos que curtem meu blog deixar comentários, palpites, pitacos... shusuhshsusususu bom obrigada pelas visitas bjjos. :D

Arquivo do blog